Follow by Email

terça-feira, 28 de junho de 2011

O MUNDO MODERNO E O HOMEM

"O movimento de transformação do qual emergiu o mundo moderno caracteriza-se igualmente pelo advento de uma nova concepção do homem elaborada segundo as categorias da filosofia racionalista e de sua derivação empirista, e que fornecerá os traços para a nova imagem do indivíduo delineada nas novas teorias morais e políticas." (Georges Gusdorf)

A imagem humana vai sendo transformada pela sociedade, que alteram os conceitos, as condutas, as leis, os direitos e deveres, tudo isso acompanha o desenvolvimento.

O mundo antigo priorizava o homem pensador, moral e político, a razão estava ligada a imagem humana.

O mundo moderno prefere o homem que domina a natureza, possui técnica, acumula riquezas, o homem capitalista que enobrece a sociedade, e a faz desenvolver com valores não só morais, mas principalmente os valores pecuniários, com grande atuação política.

O mundo pós-moderno desencadeou o homem global, integrado ao mundo, com uma imagem sociopolítica, que sabe jogar de acordo com os interesses dominantes, que possui riquezas e sabe pensar. Que se utiliza da diplomacia para conseguir seus objetivos, que luta para dominar e explorar a natureza, mesmo que seja necessário esquecer as leis, os direitos, a ética, os valores morais e até mesmo a vida.

O mundo vai determinado imagens humanas, criando fantoches, um jogo de interesses que inclui aqueles que jogam de forma política e diplomática, mas ao mesmo tempo excluem os racionalistas e que buscam o respeito a vida, aos direitos humanos e ao meio ambiente.