Follow by Email

terça-feira, 23 de agosto de 2011

A VERDADE

"A verdade é a cúpula do ser, a justiça aplicação da verdade na vida prática. Os temperamentos individuais medem-se numa escala, de acordo com a pureza deste elemento neles contido. A vontade dos puros emana destes para outras naturezas como a água de um vaso mais alto para um vaso mais baixo. Esta força natural não deverá ser mais desprezada do que qualquer outra. É exato que podemos sustentar uma pedra no ar por um momento, contudo, verdade também que todas as pedras cairão sempre." (Ralph Waldo Emerson)

A retidão conduz o homem às realizações dos seus objetivos mais sinceros e puros do seu ser, seus sentimentos de moralidade vão integrá-lo na sociedade, de tal forma que corresponderá aos princípios sociais adotados, proporcionando tanto uma realização pessoal quanto coletiva. Um comportamento exemplar e uma forma de viver elogiável.

Seu conhecimento é aplicável tanto em sua especialidade quanto em outras áreas as quais ele conhece e aplica tais princípios ou tem um mínimo conhecimento que o permite aplicar as informações. Dessa maneira, existirá uma transferência de ideias que vão unir novos estudos e questões a serem analisadas e com maestria vai existindo certo domínio de um pouco de tudo. Existirão as fraquezas que testarão esse conhecimento, e como ele é impossível de ser sólido devido a sua grande quantidade de elementos, existirão quedas, mas a partir das quedas existirão reergueres a caminho da vitória e a satisfação de mais um objetivo realizado.

sábado, 6 de agosto de 2011

AS VARIAÇÕES

"Mas a mera existência de variabilidade individual e de algumas poucas variedades bem caracterizadas, mesmo sendo relevante por constituir a base de todo esse processo, na realidade nos ajudaria muito pouco na compreensão de como surgem as espécies na natureza. Como as espécies teriam se aperfeiçoado a ponto de possuir todas essas maravilhosas adaptações, que modificam o organismo parte por parte, dadas as condições de vida que ele suporta, acabando por transformá-lo em um organismo diferente de seus ancestrais?" (Charles Darwin)

Facilmente percebemos que existem os descendentes completamente diferentes de seus ancestrais, divergindo tanto na personalidade quanto no comportamento, mas porque isso ocorre? O meio em que vivem influencia em parte desse comportamento e formação da personalidade, já que os pais viveram uma realidade e os filhos estão em outra, uma época de poucas informações e outra ultra desenvolvida. Tudo que não existia ou estava longe agora se aproxima, um mundo de prazeres diante de toda uma criação, que chegam a causar certo descontrole, ou seja, fogem as regras de condutas pré-estabelecidas por seus pais, pois não podem estar ao lado deles em todos os momentos, ficando a mercê do meio em que vivem.

Devido há essas mudanças de realidade e de pensamento não podemos culpar de forma total os ancestrais pela criação dos filhos, a não ser que eles os deixem livres nesse meio em que vivem ou os orientem para más condutas. Nesses casos tanto o meio como a criação vão contribuir para esses desvios comportamentais, existindo grande parcela de culpa dos ancestrais que conhecem a realidade, mas assumem o risco de deixar seus descendentes viverem a vida desse meio.


sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A BUSCA DO CONHECIMENTO

"Geômetra, que o espírito crucia
Para o círculo medir, em vão procura
Princípio, que ao seu fim mais conviria:
Assim eu ante a nova visão pura.
Ver anelara como a imagem humana
Ao círculo se adapta e alí perdura.
Às asas minhas fora empresa insana,
Se clareado a mente não me houvesse
Fulgor, que a posse da verdade aplana.
À fantasia aqui valor fenece;
Mas a vontade minha a idéias belas,
Qual roda, que ao motor pronta obedece,
Volvia o amor, que move o Sol e Estrelas." (Dante Alighieri)

A busca de conhecimentos não pode cessar mesmo na obscuridade encontramos saídas e respostas. A quebra de paradigmas nos mostra conceitos antes implícitos e ocultos que aguardavam ser descobertos, bastou à pureza de um olhar, uma maior atenção ao observar e surgiu uma nova descoberta. Que se adapta à realidade e traz uma grande contribuição, seja ela fantasiosa por não ter resultados concretos, mas que do abstrato se proclama que existam certezas. Ou já seja uma realidade comprovada com suas conclusões analisadas a e aprovadas. Uma intuição com amor e sinceridade poderá levar aos grandes resultados, desde que haja um meio que conduza o saber à prática de seus resultados, neles estarão sendo ou já terão sido confirmados os objetivos pretendidos.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

INTELIGÊNCIA E VIDA

"Não há, pois, vida racional sem inteligência; e as coisas são boas só à medida que ajudam o homem a gozar da vida da alma, que se define pela inteligência. As que, ao contrário, impedem que o homem aperfeiçoe a razão e goze de uma vida racional, só a estas chamamos más." (Baruch de Spinoza)

O progresso do homem está na sua bondade, em suas ações e na consciência de sua alma, que exprimirá toda sua beleza interior. Se ele utiliza a racionalidade para viver de forma inteligente, conseguirá muitos aspectos positivos, pois, serão atraídos pelo seu modo de vida. Dessa forma ele aproveitará todos esses momentos com alegria e espantando de sua proximidade as coisas más, pois se elas surgirem, serão provenientes de fatores externos e não de seu modo de viver a vida.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

OS ESCRITOS E OS SIGNIFICADOS

"Os escritos encerram alguma coisa de mais permanente que as palavras, (...)." (Montesquieu)

O conjunto de palavras utilizadas em um texto pode ter inúmeros significados. Cada intérprete tirará suas conclusões de acordo com o seu conhecimento e ponto de vista sobre a linguagem e o tema textual. O pensamento original do autor será modificado, enriquecido ou suprimido, a partir da substituição, acréscimo ou redução de palavras. As palavras deixam de ter o domínio privado e passam a ter domínio público, pois estão livres para serem interpretadas. E seu pensamento será divulgado pelo mundo.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O QUE É A FÉ?

"Que é a fé? Seria acreditarmos naquilo que é evidente? Não!" (Voltaire)

A fé vai além da razão, supera o provável e o improvável, o tocável e o intocável, o material e o imaterial.

A fé positiva leva o homem aos extremos de muitas conquistas. Às vezes com muita fé em Deus pedimos a ele que remova as montanhas da nossa vida, mas também podemos pedir a ele que nos ajude a chegar ao topo dessa montanha. De lá teremos uma linda vista e sentiremos o sabor de uma grande conquista que foi obtida a através da fé. Ao invés da montanha sumir e ficarmos apenas com uma visão limitada. Teremos uma nova visão, uma nova experiência e veremos além do horizonte.

O homem sem fé fica restrito a vida terrena e as coisas que percebe acontecer, quando consegue algo, acredita ser mediante sua fé, porém quando não consegue ele desiste de tudo e acha que Deus o abandonou, não está pronto para vencer os desafios da vida e recua. Começa a culpar aos outros e só se reclama, para ele o destino o quis assim.

Desistir de viver não está nos planos de Deus para o homem, ele o quer ver um vencedor e sem a fé ele não alcança essa vitória. Se ele crer e persistir vai chegar ao seu objetivo. Se ele der essa reviravolta em sua vida verá a capacidade das mudanças de uma vida de fé, onde o crescimento espiritual do homem é inestimável e ilimitado, pois estará seguindo o caminho de Deus.