Follow by Email

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

A EXPERIÊNCIA É UMA LANTERNA QUE ILUMINA O PASSADO




Confúcio - Kong Zi - K'ung-Tzu - Kong Fuzi - K'ung-fu-tzu - Mestre Kong


A experiência é uma lanterna dependurada nas costas que apenas ilumina o caminho já percorrido.” (Confúcio)

Nossa experiência, vai sendo formada de acordo com o que vamos vivendo e aprendendo.

A experiência é uma luz no nosso passado, pois, mostra as situações que passamos, a forma que agimos, o que aprendemos e as consequências que surgiram.

Se uma situação só passado se repete, a experiência nos ajuda a resolver de forma mais fácil e de evitar consequências e resultados negativos.

Para novas situações a experiência pode ajudar, mas não é uma certeza absoluta, pois, uma nova experiência vai surgir e se acrescer a que já existe.

A experiência ilumina o passado e é uma luz que levamos a um futuro desconhecido.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

ATÉ QUE O SOL NÃO BRILHE, ACENDAMOS UMA VELA NA ESCURIDÃO



Confúcio - Kong Zi - K'ung-Tzu - Kong Fuzi - K'ung-fu-tzu - Mestre Kong


Até que o sol não brilhe, acendamos uma vela na escuridão.” (Confúcio)

A escuridão não domina, não dura eternamente.

A luz prevalece, mesmo que o sol deixe de brilhar ainda é possível iluminar.

A luz irradia e afugenta a escuridão, todos nós podemos ser luzes no mundo.

Cada um de nós deve contribuir para que a luz esteja sempre acesa e radiante, que o brilho sempre seja maior do que a escuridão.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

SE DESEJAS DESFRUTAR DO ARCO-ÍRIS, PRIMEIRO DEVES SUPORTAR A CHUVA



Dolly Rebecca Parton


Se desejas desfrutar do arco-íris, primeiro deves suportar a chuva.” (Dolly Rebecca Parton)

A chuva pode assustar com seus raios e trovões, causar pânico e medo.

O arco-íris é belo, encantador, cheio de cores e provoca sorrisos e alegrias.

A chuva não traz somente o temor e o terror, ela também traz a vida, águas para os seres vivos e para a população.

O arco-íris não surge do sol, nem do frio, a chuva é necessária para o arco-íris aparecer.

Muitos querem apenas desfrutar, nada querem suportar, nada querem aprender.

As maiores belezas e maravilhas não são compradas, elas existem para serem apreciadas.

Um pedido pode ser feito e o desejo realizado, mas, entre o pedido e a realização poderá existir um desafio que muitos não querem enfrentar.

A vida não é apenas de desfrute, ela também é de desafios e crescimento.

sábado, 17 de agosto de 2013

APRENDENDO COM OS FRACASSOS



Charles Dickens – Charles John Huffam Dickens

Cada fracasso nos ensina algo que necessitávamos aprender.” (Charles Dickens – Charles John Huffam Dickens)

Nossa vida é uma vida de aprendizado, temos de ser humildes para aprender.

Existem aqueles que acham que sabem de tudo e não necessitam aprender, daí surgem alguns fracassos para que essas pessoas aprendam a humildade e o aprendizado.

Querendo ou não, surgem as oportunidades de aprendermos, esse é o aprendizado que a vida nos proporciona ao longo da vida.

Os fracassos não são um castigo ou uma punição, mas sim o resultado de uma ação impensada ou imperfeita, que necessitava de um conhecimento para evitar um fracasso.

Os fracassos trazem lições e aprendizados para nossa vida, sempre que fracassarmos e refletirmos, descobriremos algo que necessitávamos aprender.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

A LUTA DOS HOMENS PELA SOBREVIVÊNCIA



A sociedade, os agrupamentos humanos, desde os primórdios da civilização foram movidos pelo instinto da sobrevivência. Daria para arriscar a afirmação de que a história da humanidade, a história da vida humana no planeta, em grandes linhas, é a história da luta dos homens pela sua sobrevivência.” (Cláudio Specht)

Todos nós sabemos que os homens nascem, crescem e morrem, a vida humana não é eterna, um dia chega ao fim.

Temos a chance de nascer, depois disso se inicia a luta pela sobrevivência até o fim de nossas vidas.

Foi descoberto que viver em família e em sociedade era mais favorável que viver na solidão, pois às vezes existem situações existenciais, territoriais e climáticas desfavoráveis à sobrevivência. Viver em grupos era uma chance maior de sobreviver.

E assim a história foi sendo formada, sempre tocando, contextualizando ou comentando a luta dos homens pela sobrevivência, seja um só homem ou seja mais de um homem lutando para sobreviver.

Os homens nascem com o instinto de viver, por isso existe o medo da morte, o apego a vida, ao mundo e a matéria instigam o homem a querer viver cada vez mais e vencerem as barreiras que tentam acabar com a sua sobrevivência.

A segurança passou a ser um dos pilares para sobrevivência, seja ela física ou biológica, para completar uma situação de tranquilidade. Pois, os homens procuram ter um equilíbrio biológico para manter seu corpo vivo e um local com condições físicas de segurança.

Alguns buscam sobreviver com a segurança biológica, outros com a física e já outros preferem as duas. Cada um escolhe seu modo de vida e os riscos que pretende correr.


quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A EXPERIÊNCIA NEGATIVA



Gerd Alberto Bornheim

A experiência negativa pode dar-se num comportamento de passividade existencial, na qual o sentido da realidade se esvai como que a despeito do homem, independentemente de seu querer: êle sofre a perda do mundo. Verifica-se uma espécie de passio, na qual o indivíduo se torna apático e até mesmo abúlico com uma intensidade maior ou menor. Todo o comportamento do homem tende a perder a sua razão de ser, e a sua atividade torna-se absurda na medida em que a realidade perde sentido.” (Gerd Alberto Bornheim)

A experiência negativa pode ocorrer como única saída para uma ação imediata, o homem não age de acordo com a razão, pois, não age por seu querer e sim pelo impulso e a emoção.

Devido a esse comportamento, seu entendimento se afasta da realidade e passa a ver um mundo errôneo, formado por paixões e ignorância que controlam os sentimentos do homem e o fazem sofrer, não saber que é escravo desse mundo de ilusões.

O homem fica na dúvida, não sabe pensar antes de agir e nem refletir as reações de seus comportamentos negativos, cheios de inconsciência e revolta contra um mundo que apesar de visto por ele, é diferente nos que enxergam a realidade.

O homem entra em desespero, perde sua consciência, passa a viver desnorteado no mundo, esquece de viver, age de forma desmedida, exagerada, despreocupado com ele mesmo e com os outros, apenas querendo desfrutar de situações fúteis e passageiras.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

A FORÇA DO ESPÍRITO



Hegel – Georg Wilhelm Friedrich Hegel

A vida do Espírito não é a que tem mêdo diante da morte e que se preserva da devastação, mas a que suporta a morte e se conserva nela. O espírito só conquista a sua verdade, quando encontra a si próprio na dilaceração absoluta. Êle não é esta fôrça enquanto é o positivo que desvia os olhos do negativo, como quando dizemos de alguma coisa: isto nada é ou é falso, e tendo-o assim liquidado, o abandonamos e passamos a outra coisa; o Espírito só é esta fôrça quando olha o negativo nos olhos e permanece nêle. Êste permanecer é a fôrça mágica que converte o negativo no ser.” (Hegel – Georg Wilhelm Friedrich Hegel)

O espírito não tem medo da morte, ele é eterno e não morre e nem se devasta.

Quando o homem morre o espírito abandona seu corpo e fica momentaneamente em liberdade.

O espírito fica aprisionado ao corpo sofrendo as influências dos modos da natureza e do mundo material, uma vida que nem sempre vê a verdade.

Quando o espírito retorna ao mundo espiritual, ele reencontra a verdade absoluta, ele retorna a sua origem, ao Senhor Supremo.

As influências materiais podem enfraquecer o espírito e o iludir, fazê-lo se esquecer da verdade, mas não conseguem destruí-lo.

A força do espírito é atuante quando faz o homem enxergar as paixões e ignorâncias que tentam lhe escravizar, a força do espírito vai transformando o que é positivo em negativo, tornando o homem cada vez mais bondoso.

Não basta apenas alcançar a bondade, a força do espírito busca fazer o homem transcender a bondade e se aproximar cada vez mais da verdade absoluta.

A força do espírito faz com que o homem viva mais consciente e liberto das inconsciências e do ego que tentam impedí-lo de viver e de ver a verdade.

domingo, 11 de agosto de 2013

PARABÉNS A TODOS OS PAIS




Nossos pais são nossos companheiros e amigos em todas as fases de nossa vida, são um dos pilares de nossa vida e nos guiam diante de escolhas e momentos.

Que Deus continue os abençoando não somente nos dias dos pais, mas, em todos os dias de suas vidas, os parabéns não são apenas por hoje, mas por todos os dias.

Faltam palavras para definir o amor que os pais sentem pelos filhos e os filhos sentem pelos pais, além disso, eles sempre protegem os filhos e querem o que for de melhor para eles.

Mesmo quando os filhos não retribuem o amor recebido dos pai, seu amor não diminui, ele sofre, mas não perde suas esperanças.

Os pais sempre querem o melhor para os filhos, mas nem sempre conseguem, não por culpa deles, mas devido as escolhas e opções existentes na vida, quem levam as pessoas a caminhos diversos.

Pai, é maravilhoso ter a oportunidade de estar ao seu lado e receber o seu amor e o seu apoio.

Obrigado pai por tudo o que você fez e faz por mim, pelo seu amor e pelo seu apoio.

Que Deus continue enchendo de bênçãos todos os pais e as futuros papais.

Parabéns a todos os pais e as futuros papais.

Feliz dia dos Pais.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

ANTES DE ADORMECER REPASSA NO MENTAL


Pitágoras de Samos – Ho Phytágoras ho Sámios

Antes de adormecer repassa no mental

As ações que fizeste ou pr'a bem ou pr'a mal.

Não repitas as más, insiste só nas boas,

Estende compaixão aos brutos e às pessoas;

A cada novo esforço, a cada prova rude,

Acenderas em ti a luz d'uma virtude (…).” (Pitágoras de Samos – Ho Phytágoras ho Sámios)

Essa reflexão vai ser analisada também por sua consciência.

É mais um momento de se refletir sobre o certo e o errado, o bem e o mal.

É hora de se lembrar que deve-se ter compaixão, se arrepender, perdoar e amar.

Deus fala conosco e nos mostra o caminho a seguir, o modo de pensar e agir com retidão.

E quando o dia clarear é hora de ser esforçar, de por em prática a reflexão mental da noite.

A obediência e a consciência que fazem o ser crescer espiritualmente e se iluminar.

Mais uma luz vai irradiando no mundo e que também passa a iluminar os outros.

Tudo pode se iniciar a pós uma reflexão antes de adormecer.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

AJUDA O TEU SEMELHANTE A LEVANTAR A CARGA, MAS NÃO A LEVÁ-LA



Pitágoras de Samos – Ho Phytágoras ho Sámios

Ajuda o teu semelhante a levantar a carga, mas não a levá-la.” (Pitágoras de Samos – Ho Phytágoras ho Sámios)

Ajudando o teu próximo a levantar a carga ele irá aprender e sozinho conseguirá levá-la.

Se você levantar a carga e levar por ele, ele não aprenderá a agir e caminhar sozinho.

Se ele cair durante o percurso, você deverá ajudá-lo a levantar e pegar novamente sua carga.

Cada pessoa possui uma carga para transportar durante sua vida, é dever de cada um.

Uma mão amiga sempre irá existir, Deus nunca nos abandona e ele alivia o peso da carga.

Todos nós temos uma missão a cumprir, Deus nos guia, nos dá forças e nos ajuda a crescer.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

VIVENDO DIVERSAS EXPERIÊNCIAS



René Descartes – Renatus Cartesius

Dediquei o resto de minha juventude a viajar, a ver côrtes e exércitos, a frequentar pessoas de diversos humores e condições, a recolher diversas experiências, a experimentar-me nos encontros que a sorte me propunha, e em tudo fazer tal reflexão sobre as coisas que se apresentavam, que delas pudesse tirar algum proveito. Pois parecia-me poder encontrar muito mais verdade nos raciocínios que cada um faz sobre aquilo que lhe importa, e cuja realização logo o punirá se julgou mal, do que nos raciocínios que um homem de letra faz em seu gabinete, sobre especulações que não produzem efeito algum, e que não trazem talvez outra consequência que permitir tanto maior vaidade quanto mais afastadas estiverem do senso comum, por suporem maior emprego de espírito e de artifício no esforço de torná-las verossímeis. E tive sempre um extremo desejo de aprender a distinguir o verdadeiro do falso, para ver claro em minhas ações e caminhar com segurança nessa vida.” (René Descartes – Renatus Cartesius)

Quando conhecemos pessoas e lugares diferentes, aprendemos muito com eles, são novos estilos de vida, culturas diferentes e que nos proporcionam aprendizado e experiência.

Aprendemos um pouco com cada pessoa que conhecemos, experiências são trocadas, amizades são iniciadas e vidas são vividas.

As especulações trazem experiências negativas as pessoas, pois, agem de forma superficial e iludem aqueles que buscam se envaidecer com elas quando as tratam como verdade.

A falta de agir e pensar com espírito faz com que o homem atue com mentiras e falsidades, que necessitam ser constantemente repetidas para esconder a verdade.

É importante não se enganar, nunca é tarde para se buscar a verdade, descobrir quem você é por trás desta máscara que te esconde, abrir os olhos para realidade.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

SEMPRE ENCONTRAMOS DUAS SITUAÇÕES QUE VIVEM A SE REPETIR


Charles Chaplin
 
Sir Charles Spencer Chaplin - Carlitos - Charlie Chaplin - Charlot - Chaplin - Charlie - Charles - Sir Chaplin - Carlitos, o Vagabundo - Vagabundo

É certo que irás encontrar situações

tempestuosas novamente,

mas haverá de ver sempre

o lado bom da chuva que cai

e não a faceta do raio que destrói.” (Charles Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin)

Passamos a vida inteira crescendo e aprendendo, por isso, passamos por momentos de felicidade e de dificuldade.

As situações tempestuosas não devem ser encaradas como um raio destruidor, e sim como momentos de aprendizado.

Depois das dificuldades chegamos aos momentos de felicidade, nesse período refletimos sobre o que passamos e percebemos que crescemos mais um pouco.

Dentro das tempestades podemos encontrar o lado bom da chuva e não temer os raios destruidores, pois ali é um aprendizado e o dia ensolarado vai voltar.

domingo, 4 de agosto de 2013

NÃO FAÇAS DO AMANHÃ O NUNCA E NEM FAÇAS DO PASSADO O NUNCA MAIS



Charles Chaplin
 
Sir Charles Spencer Chaplin - Carlitos - Charlie Chaplin - Charlot - Chaplin - Charlie - Charles - Sir Chaplin - Carlitos, o Vagabundo - Vagabundo

Não faças do amanhã o sinônimo de nunca,

nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.

Teus passos ficaram.

Olhes para trás... mas vá em frente

pois há muitos que precisam

que chegues para poderem seguir-te.” (Charles Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin)

O amanhã cedo ou tarde chegará e devemos estar preparados para ele, por isso, não deve ser tratado como algo que nunca chegará. O amanhã é importante.

O ontem não pode ser esquecido, mesmo que seu passado não tenha sido bom, ele serve de lição para que atitudes e pensamentos sejam evitados e repetidos. Com o ontem se aprende.

Os passos ficam marcados no caminho, uma estória de vida é formada, a trajetória de vida é identificada pelas escolhas e desafios. O homem escreve sua história.

Não fiques para trás, é necessário caminhar, a vida é andante e somos caminhantes, devemos caminhar olhando para o nosso passado. Não se aprisione ao passado mas lembre dele.

É necessário chegar ao amanhã, nossa caminhada servirá de exemplo para muito outros que queiram seguir nossos passos e aprender com nossa vida. Somos um exemplo para outros.

Vivemos de presente, passado e futuro, cada um deles tem um papel e uma importância na nossa vida. Caminhamos pela estrada e pelos caminhos na vida.

sábado, 3 de agosto de 2013

NEM TODAS AS COISAS BOAS SÃO NOTADAS



Charles Chaplin
 
Sir Charles Spencer Chaplin - Carlitos - Charlie Chaplin - Charlot - Chaplin - Charlie - Charles - Sir Chaplin - Carlitos, o Vagabundo - Vagabundo


Não fique triste quando ninguém notar o que fez de bom

Afinal...

O sol faz um enorme espetáculo ao nascer, e mesmo assim, a maioria de nós continua dormindo.” (Charles Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin)

O bem não se perde, afinal, ele é bom.

As ações, atitudes, pensamentos e obras de bondade ajudam e ajudarão a humanidade.

Um bem não notado não deve deixar de ser feito ou praticado, um dia os olhos irão ver.

Quem vive de paixões e ignorâncias, fica cada vez mais cego.

Quem vive na bondade, pensa, age e enxerga cada vez melhor.

Alguns até notam as coisas boas e maravilhas, mas vivem no mundo dos sonhos da ilusão.

Quem vive a dormir, deixa de notar, de vivenciar espetáculos e maravilhas, não percebe a bondade e acredita que uma fantasia.

Mas nunca é tarde para acordar, para abrir os olhos e enxergar, para viver na bondade e até chegar a transcendê-la.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A COBIÇA ENVENENOU A ALMA DO HOMEM



Charles Chaplin
 
Sir Charles Spencer Chaplin - Carlitos - Charlie Chaplin - Charlot - Chaplin - Charlie - Charles - Sir Chaplin - Carlitos, o Vagabundo - Vagabundo

A cobiça envenenou a alma do homem, levantou no mundo as muralhas do ódio e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, emperdenidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade.” (Charles Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin)

A alma envenenada se esquece da sua essência e o homem cada vez mais quer ser materialista.

Com a alma corrompida, o homem passa a ter ódio dos outros homens quando deveria amar a todos.

Muralhas são construídas, o homem se fecha em si mesmo e se afasta dos outros, cria seu próprio mundo e reino.

O homem cego caminha para miséria, e não fica satisfeito com isso, ele também leva outros homens juntos com ele.

Com a miséria, o ódio, a impiedade, o egoísmo e a cegueira corrompendo os corações desses homens, surgem os morticínios.

A velocidade transforma os homens em máquinas, de corações gelados e sem sentimentos, trocando a liberdade pela robotização.

Os sentimentos de humanidade somem dentro do vazio do coração do veloz homem-máquina, que fica aprisionado aos desejos materiais.

Contaminados pelos desejos materiais, seus pensamentos se tornam vagos, e ele passa a viver em miséria e penúria.

O homem passa a cobiçar e desejar cada vez mais, e vai esquecendo que é um ser humano que vive em sociedade.

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

NÃO SE MEDE O VALOR DE UM HOMEM PELAS SUAS ROUPAS OU PELOS BENS QUE POSSUI



Charles Chaplin
 
Sir Charles Spencer Chaplin - Carlitos - Charlie Chaplin - Charlot - Chaplin - Charlie - Charles - Sir Chaplin - Carlitos, o Vagabundo - Vagabundo

Não se mede o valor de um homem pelas suas roupas ou pelos bens que possui, o verdadeiro valor do homem é o seu caráter, suas ideias e a nobreza dos seus ideais.” (Charles Chaplin – Sir Charles Spencer Chaplin)

As roupas de um homem não possuem serventia à humanidade.

Os bens materiais não são eternos, eles podem ser usados para o bem ou para o mal do homem.

O caráter de um homem não se compra com dinheiro ou riquezas, ele vêm da sua formação, da sua consciência.

As ideias de um homem surgem da pureza da sua alma, são para o bem da humanidade, trazem consigo as características do seu caráter.

Os ideais egoístas não possuem valor, são repudiados pela maioria da humanidade.

Os ideais nobres possuem valor inestimável, pois, são para o bem comum, o bem-estar social, a paz e a harmonia.

Um homem de incontáveis roupas luxuosas e imensas riquezas materiais podem não ter nenhum valor para humanidade, enquanto um homem de roupas simples e humildes pode ter um grande valor devido ao seu caráter e a nobreza de seus ideais.