Follow by Email

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

FELIZ 2013


Desejo a vocês um Feliz Ano Novo repleto de felicidades, muita paz e esperança.

Que o amor esteja presente em todos os momentos e em todos ao seu redor.

Que todos tenham um viver melhor e uma motivação infinita para viver.

Que a consciência seja percebida pelas nossas mentes e escutada pelos nossos ouvidos.

Que possamos aprender com os nossos erros e caminharmos juntos à vitória com fé, persistência, perseverança e consciência.

Que possamos estar cada vez mais próximos de Deus e recebermos seus dons e bênçãos, passando a viver na terra como se fosse uma dádiva e não como uma penitência.

Que a alegria e a saúde estejam conosco, que possamos viver bem a cada dia como se fosse o último dia, transcendendo a bondade e desfrutando da felicidade e do amor.

Que todos os seus sonhos se realizem, e lembrem-se que com fé em Deus tudo é possível, pois, para ele não existe o impossível.

Feliz 2013 com muita paz, saúde, alegria, prosperidade, felicidade, amor, esperança, luz, sonhos e muitas realizações.

Boas festas.

sábado, 29 de dezembro de 2012

A CAPACIDADE DE SER E DE RECEBER


“Ninguém pode receber mais do que dá, porque é o dar que crea a capacidade do receber. Só posso receber aquilo que corresponde à minha receptividade; mas a minha receptividade é produzida e aumentada pela medida da minha vontade de dar. Logo, é matemática e metafisicamente certo que a medida dos dons que de Deus recebo corresponde à medida da boa vontade com que dou aos meus semelhantes o que tenho e o que sou.” (Huberto Rohden)

Os dons de Deus são recebidos e devem ser manifestados pelos homens, usados para o bem e ajudando o próximo.

Quanto mais o homem se doa para o bem, se rende a Deus e ajuda seus semelhantes, sua capacidade de receber dons e bênçãos aumenta, pois, Deus está se desfrutando desse serviço prestado pelo homem.

O homem recebe de Deus e não faz o gozo dos sentidos e nem fica intrinsecamente para si, ele doa o que tem e o que é, e assim ele satisfaz a vontade de Deus.

Dessa maneira o homem enrique espiritualmente com dons e bênçãos, mas, ao mesmo tempo, ele doa o que tem e o que é, ficando desapegado do materialismo e do mundo material, praticando um serviço com amor e devoção.

O homem egoísta, individualista e possesso não recebe os dons e as bênçãos de Deus, pois ele quer desfrutar e gozar dessa energia espiritual, não doará e nem utilizará em favor do próximo. Enquanto ele não mudar de sentimentos e comportamentos, ele ficará inerte no mundo material ou cada vez mais aprisionado a ele.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

FALANDO COM DEUS

“Al despertarte por la mañana, dirige tus pensamientos hacia Dios. Considera que hoy podría ser tu último día. Y al acostarte, toma un momento para pensar en que no sabes si te volverás a despertar en este mundo, o si será en la resurrección que te despertarás. Así, vemos la importancia de orar diariamente. En la mañana y de nuevo en la noche.”

É importante conversar com Deus ao acordar e ao dormir, agradecer pelo dia que passou, viveu e aprendeu aqui na terra.

Pelas bençãos que recebeu, pelos sinais que ele mostrou, pelo que foi aprendido durante o dia, pela oportunidade de ter feito algo à alguém e por ter servido a Deus.

Deus sempre tem ouvidos para você e quer conversar contido, mostrar o amor que tem por ti e pacificar seu coração o enchendo de alegria e felicidade.

Cada dia deve ser vivido como se fosse o último dia, Deus te dá uma chance diária de rever suas atitudes e pensamentos, está sempre te observando e te aguardando, pois ele quer te ajudar.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

AS MISÉRIAS MATERIAIS E A ALMA CONDICIONADA


yāvat pṛthaktvam idam ātmana indriyārtha-
māyā-balaṁ bhagavato jana īśa paśyet
tāvan na saṁsṛtir asau pratisaṅkrameta
vyarthāpi duḥkha-nivahaṁ vahatī kriyārthā

Ó meu Senhor, as misérias materiais não têm existência concreta para a alma. No entanto, enquanto a alma condicionada pensa que o corpo está destinado ao gozo dos sentidos, ela não se pode livrar do enredamento das misérias materiais, por estar influenciada por Vossa energia externa.” (Srila Prabhupada – A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada)

As misérias materiais não alimentam a alma e nem enriquecem o homem, apenas o iludem.

A alma condicionada fica aprisionada ao corpo que goza dos sentidos e se apega a matéria, aos sofrimentos e misérias desse mundo material.

Cada vez mais o homem se torna prisioneiro e escravo dos desejos materiais e sua alma vai ficando condicionada a esse tipo de existência no mundo material.

Se o homem busca alimentar sua alma, ele se desapega das ilusões materiais e se alimenta de forma espiritual, obtendo liberdade e crescimento.

O homem precisa se conscientizar que o apego à matéria e o gozo dos sentidos levam ele às misérias e aos sofrimentos materiais.

Dessa forma ele liberará sua alma, que estará em expansão ao invés de ficar condicionada às vivências fantasiosas do mundo material.

Com esse crescimento espiritual, o homem estará cada vez enriquecido da energia interna do Senhor e livre das influências da energia externa.

 

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A MAIOR DESCOBERTA QUE O HOMEM CÓSMICO FAZ


“A maior descoberta que o homem cósmico faz consiste precisamente neste fato, de que ele é em sua essência o seu UNO infinito, absolutamente simples. E somente tomando essa simplicidade do Uno por ponto de partida que é o investigador atinge o ponto de Arquimedes, o movente imóvel de Aristóteles, o átomo de Demócrito, o Atman dos hindus, o Pai celeste do Cristo.” (Albert Einstein)
 
O homem descobre que é parte de Deus, foi creado por Deus e seu destino é retornar para junto de Deus, uma consciência que o homem deve ter enquanto vive no mundo.

Enquanto o homem descobrir, sua vida não terá sentido, ele não encontrará a felicidade e não conseguirá viver em paz e harmonia na terra.

O homem é finito enquanto está na terra e infinito quando está junto de Deus, uma mudança de tempo para eternidade, o desapego da vida material e o início da vida espiritual.

O homem deixa de viver as ilusões e os sofrimentos materiais e passa a viver na verdade espiritual, no amor, na paz, na harmonia e total devoção.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

O HOMEM POSSUI CAPACIDADES


“O homem possui capacidades que abrangem naturezas externas a ele e predizem o mundo em que deverá habitar, assim como as barbatanas dos peixes prenunciam a existência de água ou as asas de uma águia no ar pressupõem o ar. O homem não pode viver sem um mundo. Imagine Napoleão aprisionado em uma ilha, impeça-se que suas capacidades encontrem no mínimo um homem sobre quem possa agir, ou Alpes a transpor, ou riscos a assumir, e, assim, ele gesticularia em vão, feito um demente. O mesmo Napoleão pode ser transferido para regiões maiores, de população densa, interesses complexos e poder antagônico, e se verá que o homem Napoleão, preso que está a tal perfil ou esboço, não é o Napoleão verdadeiro.” (Ralph Waldo Emerson)

O homem possui capacidades internas e externas ao seu corpo humano, dessa forma ele causa alterações no mundo e em coisas que existem em seu exterior.

Entre suas capacidades, está a de se adaptar, sendo assim, ele consegue sobreviver nos mais diversos lugares, com climas e alimentações diversas. Todos são seres humanos, mas se adaptam ao lugar e ao meio onde sobrevivem.

O corpo humano prescinde de um lugar para sobreviver, ele é matéria unida ao espírito, vivendo no mundo material, cada pessoa tem uma missão e um propósito neste mundo, embora todos não saibam e alguns não queiram saber. E para cumprir essa jornada na terra cada pessoa precisa de um lugar ou passar por vários lugares.

Se o homem deixa de cumprir sua missão, suas obrigações e seus objetivos, ele deixa de viver em verdade e passará a ter um perfil mutante, ou seja, adaptável a situações e lugares, um disfarce na sobrevivência, iludindo a si próprio e tentando iludir outras pessoas.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL


O Natal é momento de renascimento, de resplandecer luz, é a comemoração do nascimento do menino Jesus em uma humilde manjedoura numa gruta em Belém.

Momento de alegria e felicidade, onde deve pairar a paz, a harmonia, o amor, a vinda de Deus ao planeta terra.

A luz divina veio a terra, uma noite especial, com humildade, alegria, felicidade, paz e afeto.

A esperança de um novo tempo se iniciava, Deus vem trazer uma mensagem de paz, amor e esperança para seu povo, sua voz viva estava na terra.

Deus enviou graça, luz, bênçãos, o crescimento da fé.

O Natal é momento de reconciliação e paz, de glória e renovação.

O espírito natalino vem trazer paz e esperança para as famílias, a coragem de crescer na fé, de amar cada vez mais, de crer em Deus e em uma vida espiritual e gloriosa após a vida terrena.

Um Feliz Natal para todos, com muita paz, harmonia, alegrias e felicidades, que o nascimento do menino Jesus traga reconciliação e esperança para os corações.

domingo, 23 de dezembro de 2012

A VOZ DE UM HOMEM QUE VIVE COM DEUS


“A voz de um homem que vive com Deus será tão suave quanto o murmúrio do riacho ou o farfalhar do milho.” (Ralph Waldo Emerson)

Essa voz deve transmitir a paz, a segurança, a fé e a confiança.

Deve ter a força de um trovão e a suavidade do murmúrio de um rio.

Deve transmitir as palavras e as mensagens de Deus.

Deve estar cheia de inspiração divina e ecoar a vontade de Deus.

sábado, 22 de dezembro de 2012

UMA ALMA SÃ


“Uma alma sã está unida ao Justo e ao Verdadeiro como o magneto comporta-se no pólo, de modo que está para todos os observadores como um corpo transparente entre eles e o sol, e quem assim encaminha-se para o astro dirige-se outrossim àquela pessoa. Ele é então o veículo da mais alta influência para todos aqueles que não se encontram no mesmo nível. Os homens de caráter são, portanto, a consciência da sociedade a que pertencem.” (Ralph Waldo Emerson)

As almas sãs contribuem com a sociedade, elas vivem unidas ao justo e ao verdadeiro, e atraem pessoas que reconhecem suas qualidades.

Esse magnetismo é natural, produzido pela bondade, pela verdade, o caráter vivido e demonstrado na sociedade por homens que habitam na terra e estão unidos a Deus.

O corpo dessas pessoas transparece a iluminação, a mensagem divina é transmitida com amor por eles, pois, possui uma vida com rendição, amor e devoção.

Eles vivem de forma consciente e também conscientizam as outras pessoas, pois, nem todos acham sozinhos os caminhos da verdade, alguns necessitam de uma palavra ou um exemplo de alguém para encontrar o caminho certo e seguir em frente.

Vivem com pureza, estão sempre dispostos a ajudar, a mostrar o amor de Deus e a sua Divina Palavra, são humildes peregrinos e mensageiros nesse mundo.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

EXPERIÊNCIA


“Experiência não é o que acontece com um homem; é o que um homem faz com o que lhe acontece.” (Aldous Huxley)

A experiência não testa o homem, os fatos acontecem normalmente em nossas vidas.

Existem acontecimentos previsíveis e os imprevistos, os riscos corridos e as coisas evitáveis e inesperadas.

Diante dos acontecimentos o homem pode tirar lições e aprendizados, isso passa a ser a experiência que o homem passa a formar.

A experiência é formada ao longo da vida, não se adquire de imediato e nem em um só dia ou momento.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O HOMEM QUE HONRA A SI MESMO TAMBÉM HONRA O PRÓXIMO


“O homem que honra a si mesmo é capaz de ver as virtudes de outro homem.” (José Martí)

O homem que honra a si mesmo sabe respeitar e honrar os outros homens.

O homem de virtudes também sabe reconhecer as virtudes dos outros homens.

É necessário respeitar o próximo, pois, todos nós somos seres humanos, viemos da mesma fonte de igualdade embora tenhamos características diferentes, possuímos a mesma essência.

O homem que não se honra, é egoísta, não honra o próximo e nem o respeita, o trata como objeto, coisa, e não como um ser humano.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

SEM OS EU’S NUNCA EXISTIRÁ O NÓS


“Sem os eu’s nunca existirá nós. O nós é feito de eu’s.” (José Eustáquio)

O eu é egoísta, se sente autossuficiente, é individualista e impede a existência do nós.

Os eu’s são unidos, buscam estar se ajudando, convivem em harmonia e proporcionam a existência do nós.

O eu não quer conviver em harmonia com os eu’s e nem com o nós, ao invés disso, o eu quer escravizá-los e se acha no direito de mandar neles.

O nós é coletivo, social, harmônico, possui a finalidade do bem-estar.

Enquanto existirem os eu’s sempre existirá o nós diante da vontade do eu reinar na terra.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

COMPREENDENDO PESSOAS


“Para compreender as pessoas devo escutar o que elas não estão dizendo, o que elas talvez nunca venham a dizer.” (John Powell)

Não se compreende as pessoas apenas pelo que elas falam ou pensam, pois muitas coisas elas não dizem e são necessárias para sua compreensão.

Há coisas que as pessoas pensam, mas não falam, porém, elas podem demonstrar de forma inconsciente através dos sentimentos.

Não se compreende uma pessoa apenas pelo seu exterior, pois, o que existe de mais verdadeiro e profundo está no seu interior.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A OPINIÃO QUE FERE O HOMEM


“O homem não é tão ferido pelo que acontece, e sim por sua opinião sobre o que acontece.” (Montaigne)

O fato pode atingir o homem, pode chamar a atenção do seu olhar e do seu pensar, mas nem sempre vai o ferir.

A opinião que o homem tem sobre o fato pode o ferir, pois, basta o fato acontecer, mesmo que não seja com ele, faz o mesmo se sentir ferido.

Essa opinião pode ser oriunda da intolerância, do preconceito, e todas as vezes que o homem se encontra em uma situação que traz a tona essa opinião, ele se sente ferido estando no fato, diante do fato e sabendo do fato, essa opinião só prejudica cada vez mais o homem.

A opinião que fere o homem apenas o faz sofrer, nunca é tarde para deixar para traz as velhas opiniões e aderir às novas ideias que melhoram a vida do homem e o seu bem-estar social.

domingo, 16 de dezembro de 2012

A LUZ QUE SURGE DA FAÍSCA DO FOGO DO ATRITO DAS PEDRAS


“Do atrito de duas pedras chispam faíscas; das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz.” (Vitor Hugo)

Duas pedras quando se atritam sai faísca, o atrito que produz as faíscas pode ter motivos positivos ou negativos.

As faíscas podem ser boas ou más, pois, ela trará benefícios ou prejuízos.

As faíscas produzem o fogo e dele brota a luz, a luz pode trazer esperança ou um ensinamento de algo que não deva mais ser cometido.

O atrito das pedras pode advir de boas ideias que tentam achar um meio termo entre elas e descobrir os caminhos corretos, assim, as faíscas surgidas produzem um bom fogo que iluminará o mundo.

O atrito vindo de desavenças produz um fogo destruidor se os maus pensamentos incendiarem as ideias das pessoas, mas mesmo desse fogo surge uma luz, que ensinará que esse erro não deverá mais ser cometido, que essas ideias só trazem prejuízos ao invés de benefícios.

sábado, 15 de dezembro de 2012

A AMBIÇÃO


“A ambição é como a fome. Sua única lei é seu apetite.” (Josh Billings)

A ambição faz o homem devorar o mundo, desejar o tempo inteiro e seu apetite fica cada vez mais insaciável.

O homem vai perdendo o controle sobre si mesmo e passa a ser movido pelos desejos materiais e pelo consumo de forma compulsiva.

Esse desejo insaciável e incontrolável cria a lei do apetite, que busca saciar os desejos de quaisquer maneiras possíveis, porém, esse apetite nunca fica satisfeito e ele se ilude e deseja cada vez mais, quer sempre mais.

Mas, o homem não precisa ser ambicioso e nem dominado pelos desejos materiais e carnais.

O homem pode jejuar e alimentar seu espírito quando estiver em comunhão com Deus, o jejum ajudará a controlar seus desejos e a meditação em contato com Deus alimentará seu espírito.

Dessa forma o homem deixará de ser ambicioso e passará a controlar suas vontades e desejos, seu apetite voraz de desejar e saciar o insaciável será contido e a alimentação pura será para seu espírito.

Seus novos desejos consistirão em ajudar o próximo e cada vez mais estar perto de Deus e seguindo o caminho da verdade.

O homem deixará de lado as paixões e as ignorâncias e chegará na bondade, porém, ele poderá transcender a bondade e tornar seu espírito cada vez mais puro.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

AGRAVANDO UM ERRO


“Muitas vezes nossa maneira de justificar um erro agrava o erro.” (Shakespeare)

O erro deve ser justificado com a verdade, com humildade, com o reconhecimento do mesmo, com o pedido de desculpas e se possível com a reparação dele.

Justificar um erro com mentiras, falsidade, sem assumir que errou, com arrogância é uma maneira de agravar um erro ao invés de tentar justificá-lo.

O homem deve aprender com os erros, deve justifica-los e evitar ficar repetindo os mesmos erros e também de agravá-los.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

TRABALHOS, ATITUDES, ALEGRIA E PAZ


“Quando houver empenhado toda a sua alma em seu trabalho e realizado o melhor possível, um homem estará satisfeito e alegre; mas tudo o que tiver dito ou feito de modo contrário não lhe dará paz.” (Ralph Waldo Emerson)

O homem que empenha sua alma no trabalho o exerce com amor e não como uma obrigação.

O homem empenhado exerce suas funções de forma alegre, fica satisfeito com o que faz e é feliz com seu trabalho e vive em paz.

O homem que faz algo de ruim, sem amor, com má vontade, recebe de volta as consequências das reações advindas dessas ações e atitudes.

Os trabalhos forçados tiram a paz dos homens, as más atitudes podem até lhes dar alegria e satisfação quando prejudicam alguém, mas, logo depois vem à consciência cobrando o acerto de contas com ele e gera um sofrimento devido ao mal causado.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

UM ERRO RECONHECIDO COM SIMPLICIDADE


“Um erro reconhecido com simplicidade é uma vitória ganha.” (Caroline Gascoigne)

Com os erros se aprende, se evitam novos erros, aumentamos a capacidade de acertar.

É necessário ter humildade e simplicidade para reconhecer nossos erros, saber que fomos nós que erramos e não jogar a culpa nos outros.

Nem todas as pessoas têm coragem e humildade de reconhecer seus erros e se tornam vencidas por eles, pois, ao invés de uma etapa superada, eles serão empecilhos traumáticos na vida.

Reconhecer que errou com humildade e simplicidade é superar o erro, é ter uma vitória a partir do que aprendeu com ele e evitará que ocorra um erro de igual maneira.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

O AMADURECIMENTO


“Os homens envelhecem mas nem sempre amadurecem.” (A Daudet)

O amadurecimento vem da conscientização, da descoberta da verdade.

Quando o homem reconhece a existência de Deus e passa a viver em comunhão com ele, seu amadurecimento ocorre mais rápido.

O homem maduro sabe ver o meio termo, discerne entre o certo e o errado, age e pensa com a consciência.

O amadurecimento e a idade não seguem em paralelo e de forma crescente, pois ele pode ser visto tanto em idades novas quanto em idades avançadas, alguns passam a vida sem amadurecer.

O homem maduro sabe respeitar, reconhece a dignidade, é humano e paciente.

O homem maduro é prudente, está sempre crescendo espiritualmente e mantém a humildade.

domingo, 9 de dezembro de 2012

PROGRESSO E ORGULHO


“Só progride quem é modesto. O orgulho obriga a dar passos para trás.” (Mao Tsé-tung)

A modéstia demonstra a humildade de um homem, mas o orgulho torna o homem arrogante.

A modéstia conquista e atrai pessoas, enquanto o orgulho torna a pessoa individualista e afasta as pessoas.

O homem modesto progride e está sempre dando passos para frente em busca de suas conquistas, já o homem orgulhoso quer progredir, mas dá passos para trás que o fazem regredir.

O homem modesto possui certeza, segurança e paciência, já o homem orgulhoso se acha certo e vive na insegurança e na impaciência.

O homem modesto vive em sociedade, já o homem orgulhoso quer mandar na sociedade.

sábado, 8 de dezembro de 2012

REFLEXOS DOS ROSTOS E DAS ALMAS


“Os espelhos são usados para ver o rosto; a arte para ver a alma.” (George Bernard Shaw)

Os espelhos refletem a imagem do nosso rosto, mas muitas pessoas não tem coragem de ver seu reflexo no espelho.

A arte expressa os sentimentos de nossa alma, demonstrada das mais diversas maneiras, entre sons, formas e cores da arte encontramos a expressão da nossa alma.

O espelho reflete a nossa aparência de acordo com o momento, uma imagem mutante, dinâmica, cada vez que uma pessoa se olha no espelho sua imagem estará diferente.

A arte expressa sentimentos que não podem ser expressos em nosso corpo físico, ela vem direto da alma e possui menos limites do que o nosso corpo.

Se a pessoa se olha no espelho de forma natural, ele refletirá sua aparência natural, se a pessoa quer parecer diferente, quando se olhar no espelho refletirá a aparência tiver naquele momento, uma imagem virtual e que não corresponde a natureza real.

Enquanto os espelhos refletem as aparências dos rostos olhos, as artes expressam as expressões de nossas almas.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

JULGAR PELAS APARÊNCIAS


“O mundo julga pelas aparências e quase sempre se engana.” (Papa João XXIII)

É errado julgar pelas aparências, pois elas enganam e escondem a verdade.

As aparências dependem dos olhares e sentimentos, cada um tem um ponto de vista e uma forma de olhar.

O aparente pode ser real, mas também pode ser fantasioso, momentâneo, mascarado e proposital.

As aparências induzem as opiniões, mas os que julgam pelas aparências interpretam de acordo com os conceitos que elas possuem, com as ideias pré-constituídas, e os entendimentos das minorias ou das maiorias.

O julgamento pela aparência pode causar sérios problemas e muitas injustiças, culpando inocentes, afastando pessoas boas, sinceras e verdadeiras.

Com as decisões erradas, pessoas más se aproximam e são beneficiadas, na verdade são elas que possuem as características que são auferidas as pessoas julgadas erroneamente pelas aparências.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

UM BARCO NO MAR


“Estamos todos num mesmo barco em mar tempestuoso e devemos uns aos outros uma terrível lealdade.” (G. K. Chesheston)

A lealdade para com o próximo é importante, é uma forma de servir e ajudar, é dar apoio em meio às tempestades e balanços na vida.

Quando um barco está no mar tempestuoso muitos entram em pânico, outros esperam a tempestade passar, os que estão em pânico tem medo do barco virar e afundar, os que esperam a tempestade passar e tem a esperança que tudo ficará bem.

A lealdade entre eles é importante, pois juntos podem se salvar ou contribuir para que o barco não afunde ou vire. Porém, se ela não existir, muitos podem abandonar o barco, deixar pessoas se afogarem ou até contribuir para o barco virar e consequentemente afundar.

A lealdade pode salvar vidas, evitar acidentes, acalmar, esclarecer, apoiar, ela é bondosa e não terrível, já a deslealdade sim, esta é terrível e maléfica.

Com a lealdade pontes de amizade se constroem, com a deslealdade pontes de amizade são destruídas.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

RECONHECENDO NOSSAS FRAQUEZAS


“A maior força consiste em reconhecer a própria fraqueza.” (J. C. Barreau)

Reconhecer suas fraquezas é sinônimo de grandeza.

Querer encobrir suas fraquezas e demonstrar ilusão de uma força inexistente é sinônimo de fraqueza.

Humildade é demonstração de força, de sentimento de verdade, é reconhecer e vivenciar a realidade.

Superando as nossas fraquezas podemos crescer com grandeza e humildade, não sendo vencidos pelo medo e pela ilusão, sendo quem você é e não criando personagens sociais.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

OS BENEFÍCIOS FEITOS E OS RECEBIDOS


“Nunca esqueças os benefícios que recebeste, mas esquece rapidamente os que fizeste.” (Público Siro)

Devemos agradecer as pessoas que nos fazem o bem, que nos beneficiam, não podemos esquecer essas atitudes que elas tiveram e nos propiciaram.

O que fizermos pelos outros são gestos e atitudes de bondade, sempre é bom servir, vivemos aprendendo a ser humildes e a servir, então não devemos cobrar dos outros ou esperar uma retribuição.

Servir é um ato de amor, é demonstração de aprendizado e bondade, é fazer o bem.

Devemos sempre procurar beneficiar o próximo e agradecer os benefícios que recebemos.

domingo, 2 de dezembro de 2012

O SONHO E A ESPERANÇA


“O sonho e a esperança são dois calmantes que a natureza concede ao ser humano.” (Frederico I)

Os sonhos energizam o homem, os enchem de esperança e positividade.

Com esperança e otimismo o homem tem paciência enquanto realiza seus sonhos.

O homem sonhador e esperançoso vê na natureza sinais que está seguindo o caminho certo.

O ser humano precisa de esperança para poder sonhar, pois, se ele estiver desconsolado vai viver uma vida de amargura, tristeza e sofrimento.

 

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

NADA É SUPÉRFLUO NA NATUREZA


“Nada é supérfluo na natureza.” (Averróis)

A natureza é obra de Deus, foi creada com perfeição, tudo na medida certa.

O homem vive a consumir a natureza, proporcionando o desequilíbrio ambiental, pois, se tudo está na medida certa e algo passa a faltar, mudanças vão ocorrer.

O que é fundamental passa a ser reduzido e as consequências são os aumentos de seres vivos que por conta do desequilíbrio e falta de alimento, vão consumir mais e buscar outras maneiras de sobrevivência.

A natureza é viva, é forte, mesmo diante dos maus tratos provocados pelos homens ela sobrevive, ela se regenera e continua a crescer.

Ao invés de destruir, o homem deve cuidar e preservar a natureza, saber conviver com ela, pois assim, ele só tem a ganhar e nada a perder.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A FLOR QUE SURGE ENTRE AS RUÍNAS


“Entre as ruínas sempre poderá nascer uma flor. A felicidade cresce e frutifica quando acreditamos no amor.” (Roque Schneider)

O amor é fonte de energia, desejo, esperança, fé, felicidade, alegria, harmonia, paz.

O amor pode provocar grandes mudanças, clarear ideias, fazer o homem amadurecer, colorir o incolor, iluminar a escuridão, reacender as chamas apagadas.

Em meio às ruínas e lugares tristes, pode surgir uma flor, que dará cor e alegria aquele local, uma prova de que sempre existe esperança, sempre há uma chance, que nem tudo está perdido.

Quando acreditamos no amor podemos ser felizes, com fé e esperança ele proporcionará o surgimento de várias flores que perfumarão e expressarão o amor.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

POSITIVISMO E ESPERANÇA


“Vamos dar espaço para o dia positivo, porque é um novo dia, um novo tempo e é um novo sentimento.” (Bob Marley)

De nada adianta ficar triste quando se pode começar um dia sorrindo, deixando para trás os sentimentos e pensamentos negativos e dando lugar a um dia positivo.

Cada dia é um novo dia, novas oportunidades surgem, novas pessoas se conhecem, ainda é tempo de mudar, abandonar o que nos aprisiona e cada vez mais se elevar e crescer.

O tempo passa, o ser humano vai crescendo e conhecendo um pouco dessa vida passageira, onde algumas coisas são certas e outras incertas.

Os sentimentos humanos vão mudando de acordo com as fases da vida e também de acordo com os acontecimentos que vão provocando mudanças na vida de cada um.

É importante ser positivo, acreditar no melhor, ter esperança e fé.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

O CORAÇÃO


“Não, filhos meus (deixai-me experimentar, uma vez que seja, convosco, este suavíssimo nome); não: o coração não é tão frívolo, tão exterior, tão carnal, quanto se cuida. Há, nele, mais que um assombro fisiológico: um prodígio moral. É o órgão da fé, o órgão da esperança, órgão do ideal. Vê, por isso, com os olhos d’alma, o que não vêem os do corpo. Vê ao longe, vê em ausência, vê no invisível, e até no infinito vê. Onde para o cérebro de ver, outorgou-lhe o Senhor que ainda veja; e não se sabe até onde. Até onde chegam as vibrações do sentimento, até onde se perdem os surtos da poesia, até onde se somem os vôos da crença; até Deus mesmo, inviso como os panoramas íntimos do coração, mas presente ao céu e à terra, a todos nós presente, enquanto nos palpite, incorrupto, no seio, o músculo da vida e da nobreza e da bondade humana.” (Rui Barbosa)

Nosso coração é um órgão vital, bombeia o nosso sangue, seus batimentos demonstram nossa vida carnal.

Mas existem os sentimentos do coração, ele induz os pensamentos do homem, exterioriza o seu interior nas ações e pensamentos humanos.

O coração está ligado à visão, modo de como o homem vê as coisas visíveis e até invisíveis aos seus olhos, mas sentidas pelo coração que o ensina a crer que existe.

O coração do homem sente a presença de Deus, se ele anda de acordo com a alma e a razão, o homem terá bons atos, será um homem de bom coração. Mas, se o coração dele não for bom, sua consciência irá ficar lhe martelando constantemente, pois o homem nasce para ter uma boa natureza.

O homem de bom coração tem fé em Deus e crê em sua existência, sabe reconhecer que ele está em todos os lugares e sabe de todas as coisas com perfeição.

O coração humano age do finito ao infinito, seus sentimentos possuem um grande potencial.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O DIA E A NOITE


“Há quem se entristeça ao pensar que o dia fica preso entre duas noites. Mas há quem se alegra pensando... que a noite é um repouso entre dois lindos dias.” (Autor Desconhecido)

Muitos homens não aproveitam o tempo e ficam amarrados entre o dia e a noite.

Alguns acham que só vivem de dia e se entristecem quando chega à noite.

Outros curtem a noite e passam o dia dormindo.

Podemos apreciar o dia e a noite, ver as belezas de cada um e aproveitá-los de várias formas.

O dia e a noite são belos, o homem foi creado para viver no mundo e tanto no dia quanto na noite, de acordo com as necessidades será determinado o modo de aproveitar durante a maior parte do tempo cada momento.

Durante o dia o sol está raiando, o calor aquece o homem, a natureza e as coisas estão visíveis, é o momento onde encontramos um maior fluxo de pessoas.

A noite é mais fria, escura, calma, muitas pessoas aproveitam para descansar até a chegada de um novo amanhecer, mas seus apreciadores também estão acordados ao luar e observando as estrelas.

A calma e a agitação ocorrem tanto de dia quanto de noite, depende do modo de vida de cada um ou do lugar onde a pessoa esteja.

Cada vez que o dia amanhece e em cada alvorecer há sempre a esperança de um dia melhor e entre eles o homem precisa viver com alegria e aproveitar os momentos oportunos e belos do dia e da noite.

domingo, 25 de novembro de 2012

PESSIMISMO E OTIMISMO


“O pessimista senta-se e lastima, o otimista levanta-se e age.” (Autor Desconhecido)

Enquanto o pessimista fica parado e se lamentando, o otimista se levanta e segue o caminho.

O pessimista desiste e coloca a culpa nos outros, o otimista não desiste e reconhece seus erros.

O pessimista não confia em si mesmo e fica procurando motivos para justificar sua insegurança, o otimista confia em si e tem fé em Deus que é sua fonte de confiança e esperança de conseguir seus objetivos.

O pessimista foca parado e regride, o otimista é dinâmico e cresce cada vez mais.

O pessimista não quer enfrentar desafios, o otimista enfrenta os desafios e com eles aprende e cresce.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A VITALIDADE


“A vitalidade se revela não apenas na capacidade de persistir, mas também na de começar tudo de novo.” (Autor Desconhecido)

A persistência é sinal de vitalidade, a busca de realizações em meios a terras áridas e sombrias.

A capacidade de persistir mostra que o homem chega a ser incansável e invencível em alguns momentos, uma demonstração de sua vitalidade.

A vitalidade não vem somente da força física ou de vontade, mas também da capacidade de começar tudo de novo, se algo faltou ou deu errado, é hora de recomeçar, e é preciso ter forças nesses momentos e demonstrar vitalidade na hora de prosseguir com seus objetivos.

O homem que está em comunhão com Deus sempre tem vitalidade, ele é paciente, manso e prudente, persistente e perseverante, sabe que enfrentará desafios, mas possui uma força vital e a fé de não desistir, a esperança de conseguir e de ver seu sonho se realizar.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O SENTIDO DAS PALAVRAS


“Se vos parecer que o que vos digo é verdadeiro, então vos manifestareis de acordo comigo; e, se não, apresentai contra as minhas as vossas razões. E estejais atentos, a fim de que o zelo que porei na minha demonstração não nos engane a todos, e que eu não parta daqui deixando em vós, como fazem as abelhas, o ferrão!” (Platão)

As palavras podem ter vários sentidos, de forma sedutora, elas convencem as pessoas.

Quem expressa às palavras lhes dá um sentido e pode alterar sua essência para que ela engane as pessoas de forma que passe praticamente despercebida e de forma inquestionável.

Quando as palavras são aceitas e não questionadas, as razões da argumentação prevalecem, porém, sempre existirá alguém para questionar tais razões e apresentará suas contrarrazões e antíteses á aquela tese.

Quando as palavras têm o intuito e o sentido de domínio, elas expressam que têm de ser aceitas de forma integral e inquestionável, isso pode ser muito perigoso quando não se conhece o intuito e o sentido das palavras.

As palavras podem vir e ir, mas também vir e deixar marcas, e até o próprio ferrão encravado na pessoa, o objetivo foi alcançado, deixar o ferrão e se evadir para seduzir outras pessoas.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

MUDANÇAS DURANTE A VIDA


“Do que serviria a vida se não fosse para corrigir os erros, vencer os preconceitos e a cada dia alegrar nosso coração e nossos pensamentos.” (Roman Roland)

Durante a vida o homem pode mudar, ele é capaz disso, ter novos pensamentos, atitudes, deixar de cometer erros desnecessários.

Quando o homem passa a errar menos, ele fica mais consciente, anda e pensa com retidão, antes de tomar uma atitude ele vê as causas e consequências que decorrerão ou poderão decorrer de seus atos.

Os homens preconceituosos podem mudar de pensamentos, pois, essas ideias que eles possuem e divulgam ferem pessoas, promovem os maus-tratos e o desrespeito, atacam e invadem direitos e vidas alheias. Mas, ele não precisa ser eternamente assim, pode mudar e abandonar esses preconceitos que impedem deles serem cidadãos melhores e de respeitarem o próximo e as outras formas de pensamento e expressão.

Quando o homem muda para melhor, ele passa a ser mais feliz e viver mais feliz consigo e com o próximo.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

FORMANDO REDEMOINHOS



“Do mesmo modo que um córrego não forma redemoinhos a não ser quando encontra obstáculos, assim também acontece com a natureza humana e animal: nada notamos e apreendemos corretamente quando tudo se passa em conformidade com nossa vontade, e vice-versa. Tudo que se opõe à nossa vontade nos é desagradável e dolorido, e então percebemos direta, imediata e bem claramente. Assim como não sentimos a saúde de todo nosso corpo, mas tão somente o ponto onde o sapato aperta, igualmente não pensamos na totalidade de nossos interesses, que se nos apresentam de forma inteiramente satisfatória, mas nos aborrecemos com a menor bagatela que aparece. É aí que se encontra o fundamento da negatividade da felicidade e do bem-estar, que tantas vezes fiz ressaltar, em oposição à positividade da dor.” (Arthur Schopenhauer)

Muitas pessoas formam redemoinhos em águas calmas, tudo isso porque sua vontade não prevaleceu e não pela normalidade da realidade.

É necessário ter calma, paciência e consciência, evitando tumultos desnecessários diante de situações desagradáveis a nossa vontade e que não são ensejadoras desses comportamentos, pensamentos e atitudes.

A consciência de evitar a formação de redemoinhos proporciona o bem-estar humano, que viverá na calma, paciência e mansidão.

Com esse bem-estar são evitados os sofrimentos desnecessários, os aborrecimentos e os sentimentos de egoísmo e poder que não engrandecem o homem e nada a eles acrescenta se ele não mudar de pensamento, comportamento e atitude.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

AGRADECENDO O MOMENTO


“A melhor maneira de agradecer por um belo momento é desfrutá-lo plenamente.” (Richard Bach)

Vivemos uma vida passageira, passamos por muitos momentos, bons, difíceis, angustiosos, alegres, felizes, tristes, vivemos em mutação.

Devemos agradecer a Deus pelos bons momentos da nossa vida, mas não vivemos dele, pois quando os momentos forem difíceis devemos pedir forças para superá-los e agradecermos por termos superado esses momentos.

Quando estivermos em um bom momento, devemos desfrutá-lo plenamente e dar graças a Deus por ele, essa é uma bonita e humilde forma de agradecimento.

sábado, 17 de novembro de 2012

GONZAGA DE PAI PRA FILHO






SINOPSE: “Um pai e um filho, dois artistas, dois sucessos. Um do sertão nordestino, o outro carioca do Morro de São Carlos; um de direita, o outro de esquerda. Encontros, desencontros e uma trilha sonora que emocionou o Brasil. Esta é a história de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, e de um amor que venceu o medo e o preconceito e resistiu à distância e ao esquecimento.” (http://globofilmes.globo.com/GonzagaDePaiParaFilho/)

Mais uma produção do Cinema Brasileiro, homenageando o Rei do Baião Luiz Gonzaga, mas também tirando muitas dúvidas existentes sobre a relação entre ele e seu filho Gonzaguinha.

Uma mistura de história, música, força de vontade, amor, felicidade, revolta, humildade e incertezas.

Luiz Gonzaga decidiu ganhar a vida sozinho, buscar um futuro melhor para si e seus familiares, ele tinha esperança que conseguiria, de coração partido por estar longe de seu amor que foi impedido de ser correspondido ele pelo mundo se aventurou.

Com alegria ele levava a vida, nunca se afastando da música, a ninguém queria fazer mal, apenas queria viver e depois voltar para reencontrar seus familiares no sertão.

Vivendo no exército tocava músicas estrangeiras e chegou a esquecer da música de suas raízes, mas ela estava guardada em sua memória e ao tocar sua sanfona e relembrar da primeira vez que tocou para uma grande quantidade de gente, batendo com os pés no chão e dando passinhos ele lembrou o vira e mexe e começou a tocar baião.

Encontrou mais um amor em sua vida, Odaleia, ela que seria a mãe de seu primeiro filho Luiz Gonzaga Júnior para ter sorte na vida. Um amor que fora correspondido, mas era conturbado e não chegou a ser duradouro, mas lhe deu um filho amado e a ela prometeu que a seu filho não faltaria nada, e nas suas condições ele cumpriu com a promessa feita, Luiz Gonzaga era homem de palavra, cumpria o que dizia.

Com a enfermidade de sua amada Odaleia, Luiz Gonzaga deixa Gonzaguinha aos cuidados do casal de amigos Xavier e Dina, que aceitaram cuidar do menino enquanto Luiz Gonzaga saia em mais uma turnê.

Com a morte de Odaleia e a distância de Luiz Gonzaga, Gonzaguinha ia crescendo e sentindo a falta dos pais, ele tinha um pai que era preocupado e não deixava nada faltar a ele, mas era ausente devido a trabalhar no meio musical e viver em turnê a fazer shows e animar as pessoas com seu jeito simples e sua música que a todos fazia dançar.

Gonzaguinha não conhecia o pai, mas admirava Luiz Gonzaga o Rei do Baião, apesar de sua dor amava e queria conhecer seu pai. Quando voltou a Exu, sua terra natal, Luiz Gonzaga levou alegria a seus pais, familiares e amigos, que ainda não conheciam e sentiram a falta de Gonzaguinha, pois queriam conhecê-lo. Demonstrou seu respeito ao pai Januário e levou a mensagem e as vestes do sertanejo, agora todo caracterizado ele ecoava a voz do sertão pelos cantos do Brasil.

Luiz Gonzaga teve mais um grande amor em sua vida, Helena, com quem se casou, e comprou uma bela casa, onde ali reuniu sua família, trouxe seu filho Gonzaguinha e seus pais Januário e Santana, ali os deixou e continuou a tocar em turnê pelo sertão. Helena amava Luiz Gonzaga, mas não se dava bem com Januário, Santana e Gonzaguinha, quando o Rei do Baião chega de viagem encontra apenas Helena com uma falsa barriga e a tristeza de seus familiares terem partido. Depois teve uma filha com Helena.

Gonzaguinha pensa ainda mais que é esquecido e abandonado pelo pai, isso aumenta sua revolta e ele começa a buscar caminhos que não lhe dariam um futuro promissor. Seu pai mais uma vez vai a busca dele e o interna no melhor colégio da cidade, em regime de internato, preocupado com o futuro do filho, pois, ele queria ver um anel de doutor no dedo do neto de Januário, Gonzaguinha passou 10 anos no colégio e pegou tuberculose, doença que já provocara o óbito de sua mãe Odileia. Luiz Gonzaga vai à procura do filho e mais uma vez o deixa aos cuidados de Xavier e Dina. Após estar curado da tuberculose, Gonzaguinha vai conhecer seu pai Luiz Gonzaga, já sabia que o pai se preocupava com ele, embora estivesse ausente na maior parte do tempo, Gonzaguinha já exibia seus dons com a música popular brasileira, um estilo diverso do que era tocado pelo pai, pois, não nascera no sertão nordestino, viveu a vida carioca do Morro de são Carlos, também tendo ideias políticas diferentes da de seu pai.

Os dois não conseguiram residir abaixo do mesmo teto, brigaram e Gonzaguinha vai levar a vida sozinho, se forma em Economia, mas nunca chega a exercer a profissão, faz sucesso com a música enquanto a carreira de seu pai tem um declínio. Recebe a visita de Helena, a madrasta que o maltratara na infância e dele não gostava, já não mais vivia com seu pai e explicou a situação financeira dele, Gonzaguinha decide ajuda-lo e vai à procura do pai em Exu, terra de Luiz Gonzaga o Rei do Baião.

Foi nessa viagem que Gonzaguinha realmente conheceu seu pai, com a ajuda da fiel Priscila, ali demonstrou o quanto o amava apesar de toda revolta que sentia, descobriu o quanto o pai se preocupava com ele, apesar de ser um pai troncho, sempre cuidou para que nada lhe faltasse e para que ele tivesse uma vida melhor que a sua e não sofresse com o preconceito de ser um sertanejo que não sabia ler e escrever, além de vir de uma família humilde e com poucas condições financeiras.

Pai e filho fazem sucesso juntos e sobre pela primeira vez ao palco até que a morte os separou, Gonzaguinha ficou cuidando da obra do seu pai, mas pouco tempo depois abandonou este mundo, e como seu pai, também se tornou imortal na música e na cultura brasileira.
 

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

O SORRISO É LUZ NA ESCURIDÃO


“Ainda que haja noite no coração, vale a pena sorrir para que haja estrelas na escuridão.” (Cyber Rex)

O sorriso anima e aquece o coração que estava entristecido e gelado.

O sorriso proporciona que existam estrelas iluminadas em meio à escuridão, elas demonstram que há luz e esperança onde está escurecido e aparenta não ter mais caminho a seguir.

Sempre existe uma luz no fim do túnel e com um simples sorriso essa luz pode ser encontrada.

O sorriso fortalece e anima o homem que estava se desacreditando e se encontra desacreditado, ele pega a luz ou segue as estrelas atravessando a escuridão que o deixava com medo de seguir em frente.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O FRACASSO E A VITÓRIA


“O fracasso jamais o surpreenderá se sua decisão de vencer for suficientemente forte.” (do Livro O Maior Vendedor do Mundo)

O fracasso não surpreende e nem retalia o homem vencedor e vitorioso.

Quando algo planejado não dá certo, o homem vencedor aprende com seus erros e evita que eles ocorram na nova investida em busca da vitória.

É preciso ser forte diante dos fracassos, crescer após eles, transformá-los em estímulos para vitórias.

O homem que decide ser vitorioso não é vencido pelo fracasso, ele é forte e decidido para seguir de cabeça erguida.

Ele é paciente na sua caminhada e sabe que chegará o momento da vitória, ele não fica parado a sua espera, ele segue o caminho e espera que ela chegue.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

SER INFELIZ


“Cada um é tão infeliz quanto acredita sê-lo.” (Sêneca)

O homem nasceu para encontrar a felicidade e ser feliz.

Muitas vezes os homens ficam se lamentando e deixam de buscar a felicidade.

Ser infeliz é uma característica de quem não busca a felicidade, pois, ela está sempre ao seu alcance e essas pessoas não conseguem enxergá-la, então, essa pessoa é infeliz porque acredita ser e não porque deve ser ou tenha que ser.

Vivemos em um mundo cheio de tumultos e desafios que mexem com os sentimentos e emoções dos homens, mas isso não proporciona a infelicidade, pelo contrário, ensina e traz crescimento e a necessidade da busca da verdadeira felicidade.

Quando o homem deixa que Deus faça parte de sua vida ele passa a ser feliz e se esquece da ilusória infelicidade que acreditava ter.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

VIVENDO COM FELICIDADE


“Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente.” (Érico Veríssimo)

O homem que vive feliz aproveita a vida da maneira correta.

Sua felicidade não é passageira, ela é duradoura e a caminho da eternidade.

A vida é passageira, mas, mesmo assim ela pode ser bem vivida ao invés de passar de forma despercebida e inútil.

Muitas vidas são perdidas antes mesmo de serem vividas, outras são desgastadas e estragadas ao longo do tempo com os desejos e prazeres materiais que não tornam o homem feliz, apenas lhe dão alguns momentos de prazer e depois vem à tristeza e o vazio.

O homem que está em comunhão com Deus é feliz e vive com felicidade haja o que houver em sua vida, pois, o que vier com dificuldade lhe proporcionará crescimento.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A FORÇA DO MEDO E DA MORTE


“Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio.

Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca.” (Oswaldo Montenegro)

O medo pode ser superado, se o homem deixa que ele o domine, ele cria um entrave em sua vida.

As coisas materiais não são eternas, ao longo do tempo elas vão encontrando seu fim, quando a morte delas chega, muitas crenças também são percebidas e perdidas, fantasias desvendadas, verdades descobertas.

O medo e a morte não fecham os olhos, não tapam os ouvidos e as bocas, a verdade é eterna e mesmo diante do medo e da morte ela prevalece e continua a ser vista, ouvida e falada.

A qualquer momento a verdade pode ser descoberta pelo homem, nunca é tarde para recomeçar, ela existe, mas muitas vezes os olhos não veem, os ouvidos não escutam e as bocas não falam.

sábado, 10 de novembro de 2012

CRENDO EM ILUSÕES


“O interesse que tenho em acreditar numa coisa não é a prova da existência dessa coisa.” (Voltaire)

Existe a crença na verdade e a crença na ilusão.

Alguns acreditam em fantasias e sabem que na realidade elas não existem, outros acreditam nelas achando que são verdades.

Quem crê na verdade sabe que ela existe independentemente de estar ao nosso alcance ou visível aos nossos olhos.

Existem ilusões e fantasias que enxergamos e vivenciamos diariamente, enquanto existem verdades que vivenciamos sem estar diretamente visíveis aos nossos olhares e tatos.

O espiritual é uma verdade, mas o material nos engana, pode ser existente ou não.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

REALIZANDO SONHOS


“Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.” (Roberto Shinyashiki)

Todos os sonhos podem ser realizados, mas é preciso ter fé e acreditar.

Com esperança e paciência o homem aguarda que o sonho seja realizado, pois, na hora certa chegará o momento da realização.

Se o homem sonha, ele tem esperança, tem possibilidades de realizar o sonho, mas é necessário ser perseverante e persistente no alcance dos patamares para realizá-los.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

TEMPERANÇA E INTEMPERANÇA


“Ora, quando a tendência se inspira na razão é a que vence, conduzindo-nos a o que é melhor, chama-se isso a temperança; quando, pelo contrário, o desejo nos arrasta sem deliberação para os prazeres, e é ele que predomina em nós, isso se chama intemperança.” (Platão)

Quando a temperança predomina em nosso ser, agimos e pensamos de acordo com a razão, buscamos o que há de melhor.

A temperança segue paralela a bondade, agir corretamente e sem prejudicar aos outros.

A temperança conduz o homem pela verdade e pela consciência, o homem temperante age e sabe o que faz.

A intemperança ilude o homem e o convence que deve agir sem pensar, buscar prazeres e facilidades independentemente das consequências que advirão dos seus atos.

A intemperança faz o homem agir de forma errada e ainda pensar que está correto diante de tudo que surja em sua frente.

O homem intemperante não pensa, age por impulsos, acredita em falsas verdades e não se preocupa com o que causará aos outros devido às duas ações e reações.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

NÃO TENHA COMPORTAMENTOS FALSOS


“Não tenha comportamentos falsos, contenha os impulsos, abafe os desejos por demais ardentes, faça com que tua alma seja sempre senhora de si.” (Marco Aurélio)

Seja verdadeiro, honesto, bondoso, sincero, amigo, humilde, viva em comunhão com Deus.

O bem sempre vence o mal, então não se deixe levar pelas mentiras e falsidades, paixões e ignorâncias, viva na bondade e até transcenda ela.

Viva em paz, controle seus impulsos e desejos, mantenha-se firme e tranquilo diante das tentações e atrações que surgem como armadilhas para te pegar.

Sua alma é pura e bondosa, não deixe que a sua mente deseje e tome conta de seus pensamentos, deixe sua alma agir e se expandir.

Seja consciente, busque o melhor para si e para o mundo, não haja em desacordo com a sua consciência ou ela vai te cobrar por seus erros e atitudes que deveriam ser controladas.

Não se mascare e nem tenha comportamentos falsos, seja bondoso e verdadeiro.

domingo, 4 de novembro de 2012

O VÍCIO


“O vício não contamina o mundo todo. Atingindo a uma de suas partes, não afeta as demais. E aquele que é dominado pode ser libertado, desde que o queira.” (Marco Aurélio)

O vício vive a procura de novas vítimas, entra na vida dos que o buscam e dos que não o evitam.

Facilmente ele entra na vida do homem e dificilmente sai da vida dos que não querem se libertar dele.

O vício só consegue dominar o homem que o aceita, pois, os que lutam contra ele se libertam dele ou não deixam que ele entre em sua vida.

sábado, 3 de novembro de 2012

AQUELE QUE IGNORA O QUE É O MUNDO


 

“Aquele que ignora o que é o mundo não sabe onde está. Quem não sabe para que se criou o mundo não sabe nem o que ele é nem o que é o mundo. Quem ignora qualquer dessas coisas não poderá dizer para que nasceu. Quem teme a censura e busca os aplausos dos que não sabem nem onde estão nem o que são, o que te parece?”(Marco Aurélio)

Quem ignora o mundo não sabe qual o sentido da vida, não sabe o que veio fazer neste mundo e nem o seu papel.

Quem não sabe para que o mundo creado, não sabe que pode estar vivendo em um mundo de ilusões e fantasias, eles não sabem quem creou o mundo, não sabem o que é os mundos e também nem a si próprios eles conhecem.

Quem busca elogios e aplausos de pessoas que não conhecem a verdade, está querendo ser enganado e viver de fantasias e ilusões ao invés de buscar aceitar e conhecer a verdade.

Quem busca o Creador conhece a vida e o sentido de viver e estar neste mundo, sabe que existe o mundo material e o mundo espiritual, que enquanto lá tudo é verdade, aqui existe uma realidade creada para o homem aprender a viver, a amar, a servir, a ser humilde, a respeitar, a ter fé e devoção.

Quem conhece a verdade sabe que é filho de Deus, veio dele e sua missão é retornar para ser seu servo no mundo espiritual, uma servidão com amor e devoção, uma nova vida em verdade e paz de espírito, desapegada de tudo que existe no mundo material.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

TER UM PRAZER SAUDÁVEL


“O prazer é entendido a seu modo por cada um. O meu é ter a alma sadia, sem aversão por homem algum nem pelas coisas que aos homens acontecem. Ao contrário, vejo-as com olhos serenos, aceitando-as e dando a cada uma o seu devido valor.” (Marco Aurélio)

O prazer que vem do sentimento da bondade é saudável à alma, que é fortalecida cada vez mais.

Existem prazeres que parecem ser atrativos e capazes de proporcionar tristeza, mas são tão passageiros e momentâneos que logo podem causar uma grande tristeza à alma.

Enquanto os prazeres desfrutados com bondade são inesquecíveis, fazem o bem, em nada e nada prejudicam.

O homem que sente prazer com a tristeza dos outros está caminhando para sua própria destruição, ele não encontrará felicidades e sim grandes prejuízos.

O bom prazer a ninguém incomoda e muito menos atormenta, ele é sempre valorizado, é simples e bem desfrutado, faz um imenso bem à alma.