Follow by Email

sábado, 23 de julho de 2011

AMOR À PROFISSÃO

"E disse, porque o caso me envergonha,
Trabalho tem, quem ama, e se desvela,
E muito mais quem dorme, e em falso sonha." (Gregório de Matos e Guerra)


Muitos trabalham sem amor a profissão, para essas pessoas não se exerce um trabalho, e sim algo desconfortante que as incomoda cada vez que estão no exercício de sua função. Desse modo, os terceiros são atingidos, quando necessitam de algo, passam por uma lentidão inesperada, quando não são destratados sem motivo algum, apenas por falta de amor e um falso gosto pela sua profissão.

Essas pessoas ao invés de passarem o dia amando o seu labor, esbanjando felicidade e alegria por serem úteis ao desenvolvimento da sociedade, desempenhando um papel não só importante para si, mas para todos.

Nesses momentos os gestos de gentileza e sorrisos agradam muito mais que as caras tristes, o mau humor e os gestos e palavras de ignorância e brutalidade.