Follow by Email

quarta-feira, 13 de março de 2013

TRÊS ÂNCORAS




Rui Barbosa de Oliveira


“Veritas carissima.

Três âncoras deixou Deus ao homem: o amor da pátria, o amor da liberdade, o amor da verdade.

Cara nos é a pátria, a liberdade mais cara, mas a verdade mais cara que tudo. Pátria cara, carior-Libertas, Veritas caríssima. Damos a vida pela pátria. Deixamos a pátria pela liberdade. Mas pátria e liberdade renunciamos pela verdade. Porque este é o mais santo de todos os amores. Os outros são da terra e do tempo. Este vem do céu, e vai à eternidade.” (Rui Barbosa de Oliveira)

Com as três âncoras o homem pode viver, sem elas, ele viverá por viver, terá uma vida sem sentido.

Com a âncora da pátria o homem terá amor a terra, ao mundo material.

Com a âncora da liberdade, o homem terá amor a vida humana, ao respeito e aos direitos da vida em sociedade.

A âncora principal é a âncora da verdade, é o amor a Deus, sem ela, nenhuma das outras âncoras terá êxito seja qual for o modo de vida do homem.

As âncoras da pátria e da liberdade são terrenas, temporárias.

A verdade é a âncora mais cara, imprescindível, é uma verdade eterna.

Para levarmos a âncora da verdade, podemos renunciar as âncoras da pátria e a da liberdade, pois a âncora da verdade leva o homem ao amor de Deus.