Follow by Email

terça-feira, 12 de março de 2013

SUPERANDO A INÉRCIA MENTAL E VOLITIVA




Carlos Bernardo González Pecotche – Raumsol


“Desde os alvores da atual civilização, foram se somando, dia após dia, os que nenhum esforço fazem para superar sua inércia mental e volitiva. Das faculdades de sua inteligência, só funcionam com preponderância a imaginação e a memória. As demais trabalham e trabalham só por necessidade ou por alguma premência, observando-se sempre uma acentuada insuficiência, devido à sua habitual inércia. Estamos nos referindo à maioria dos seres, ao homem que não organizou seu sistema mental de modo que todas as faculdades de seu mecanismo inteligente funcionem, alternada e ativamente, no ofício construtivo que devem desempenhar.” (Carlos Bernardo González Pecotche – Raumsol)

Os homens que só pensam em trabalho e mais trabalho, acúmulo de riquezas e mais riquezas, acabam vivendo apenas para seu corpo, esquecem-se de trabalhar seu espírito e vivem em uma situação de inércia mental e volitiva.

Quando o homem decide trabalhar seu espírito, estimula sua inteligência, a memória, a imaginação, são sonhadores, buscam evoluir sua mente.

Os homens que superam a inércia mental e volitiva, trabalham e cuidam de seu espírito, mantém um equilíbrio entre o corpo e a mente, organizam seu sistema mental de forma inteligente, buscam o bem e a verdade.