Follow by Email

sábado, 2 de março de 2013

A POESIA VIVE CONOSCO




Sílvio Vasconcelos da Silveira Ramos Romero


“A poesia vive conosco, palpita no seio da humanidade, é um dos seus predicamentos imanentes. O homem interior reforma-se com as evoluções da história e novas inspirações se mostram no seio da literatura. Na vasta obra da poesia e da arte, transformada pela ciência e pelas novas inclinações da cultura contemporânea, todos os assuntos têm o direito de apresentar-se.” (Sílvio Vasconcelos da Silveira Ramos Romero)

A poesia vive nos corações dos homens, em alguns está dormindo, em outros está sonolenta, enquanto em outros vive acordada e palpitando constantemente.

Embora pareça estar morta em alguns, ela está apenas desacordada e pode despertar a qualquer momento e alegrar a vida humana.

A poesia sempre recebe novas inspirações de acordo com as evoluções culturais, mas não deixa de levar consigo todos os bons valores que adquiriu ao longo da história da humanidade.

A poesia está na arte, na literatura, na música e nas expressões, ela se apresenta no meio de vários assuntos e de formas diversas.

A poesia é uma arte que se transforma e se molda com as evoluções culturais, ela não fica para, o sentimento poético vai se expressando de acordo com os assuntos que vão marcando a onda cultural e o sentimento de expressão da humanidade.