Follow by Email

domingo, 16 de dezembro de 2012

A LUZ QUE SURGE DA FAÍSCA DO FOGO DO ATRITO DAS PEDRAS


“Do atrito de duas pedras chispam faíscas; das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz.” (Vitor Hugo)

Duas pedras quando se atritam sai faísca, o atrito que produz as faíscas pode ter motivos positivos ou negativos.

As faíscas podem ser boas ou más, pois, ela trará benefícios ou prejuízos.

As faíscas produzem o fogo e dele brota a luz, a luz pode trazer esperança ou um ensinamento de algo que não deva mais ser cometido.

O atrito das pedras pode advir de boas ideias que tentam achar um meio termo entre elas e descobrir os caminhos corretos, assim, as faíscas surgidas produzem um bom fogo que iluminará o mundo.

O atrito vindo de desavenças produz um fogo destruidor se os maus pensamentos incendiarem as ideias das pessoas, mas mesmo desse fogo surge uma luz, que ensinará que esse erro não deverá mais ser cometido, que essas ideias só trazem prejuízos ao invés de benefícios.