Follow by Email

terça-feira, 31 de maio de 2011

A LÍNGUA HUMANA

"Qual a mais forte das armas,
A mais firme, a mais certeira?
A lança, a espada, a clavina,
Ou a funda aventureira?
A pistola? O bacamarte?
A espingarda, ou a flecha?
O canhão que em praça forte
faz em dez minutos brecha?
- Qual a mais firme das armas? -
O terçado, a fisga, o chuço,
O dardo, a maça, o virote?
A faca, o florete, o laço,
O punhal, ou o chifarote?...
A mais tremenda das armas,
Pior que a durindana,
Atendei meus bons amigos:
Se apelida: - a língua humana! -" (Luís Nicolau Fagundes Varela)

A língua humana ensina, diz palavras de amor, é romântica e conquistadora, consola, acalma e apazigua ânimos, tudo isso quando utilizada para a bondade, com a finalidade da paz, mas também ela pode ser uma arma fatal, pode ferir, pode mentir, enganar e ser letal.

Ela possui o poder de persuadir e enganar, tornar real uma irrealidade, consegue dominar, colocar idéias no pensamento dos outros, é uma grande sedutora, quem cai no seu fascínio não sabe o que se espera, a queda no abismo é tamanha que pode levar à completa destruição.

Ela acorda um vulcão, destrói amores, amizades, separa o que encontra pela frente, causa uma grande confusão, e sai vencedora, porque quando a verdade é descoberta, fica difícil de desfazer o grande nó que ela causou, danos irreparáveis, estragos inestimados, sua potência é exacerbada.

Existe outra arma tão destruidora quanto esta? Ela é capaz de atingir milhares de pessoas em segundos, pior que o estrago de uma bomba atômica, sua dimensão não tem limites definidos, ela é extremamente devastadora, causando um grande boom de tormento.

Do mesmo modo que a mão que te afaga é a mesma que te apedreja, aquela língua amiga também pode te destruir, rapidinho ela muda o discurso, ela é cheia de desculpas, conversa tem de sobra. Qual a maneira de desativar essa arma fatal? Utilizando-a para bondade, e colhendo frutos, dessa maneira ela deixa de ferir e destruir, passando a ser superconstrutiva.