Follow by Email

terça-feira, 17 de maio de 2011

VALORES, OBJETOS E SIGNIFICADOS

"Psicogeneticamente, os valores parecem ser anteriores e mais fundamentais do que as coisas: começamos nossa vida adaptando-nos a um mundo cheio de significados, e somente muito mais tarde, sob a influência de certas considerações práticas e teóricas, alguns de nós aprendem a tratar certos objetos em certos momentos como se eles fossem destituídos de significado" (Florian Znaniecki)

Os valores acoplam-se a nossa vida, vão sendo eleitos pela pessoa e formando os seus modos avaliativos da sociedade. As pessoas adaptam-se as regras, e assim vão identificando-se com o certo e o errado, o justo e o injusto, o bem e o mal.

Os objetos dos significados vão sendo aceitos, mas nem sempre são compreendidos os significados, pois para entendê-los é necessário um conhecimento transcendental, que diametralmente cresce junto do sentimento humano e determina sua razão.

Com a razão humana unida ao transcendental, os objetos vão sendo absorvidos e os seus significados compreendidos, assim, o homem passa a compreender o mundo, a sua existência e o motivo do seu viver.