Follow by Email

sábado, 25 de fevereiro de 2012

A TARTARUGA E A LEBRE

“Uma tartaruga e uma lebre competiam para saber qual das duas era mais rápida. E assim, determinaram um dia e um local com baliza, e se separaram. A lebre, confiando na ligeireza que lhe é natural, não se preocupou com a corrida: deitou-se à beira do caminho e adormeceu. Já a tartaruga, consciente de sua lerdeza, não deixou de se apressar e, correndo à frente da lebre adormecida, chegou ao termo final e conquistou o prêmio da vitória.
Esta fábula mostra que o esforço vence, muitas vezes a natureza indolente.” (Esopo)

O esforço pode superar a técnica, pode chegar a objetivos além dos que foram muito bem planejados.

O que era algo certo pode deixar de ser quando existe um pensamento indolente da razão.

Subestimar o próximo é um grande risco, humilhá-lo é desumano e imoral.

A perseverança, o esforço e a fé trazem uma energia além dos esforços físicos, um incentivo oxigenador que leva a grandes horizontes e conquistas.