Follow by Email

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

O SÁBIO

“Segundo afirma o Bhagavad-Gītā, famoso livro sagrado da antiga Índia, o verdadeiro sábio é aquele que pode distinguir o eterno do temporário, o espírito da matéria, o Ser Supremo do ser minúsculo, à luz do conhecimento transcendental. Que sabedoria poderia ser atribuída a alguém que simplesmente trata de analisar os fenômenos naturais, dos quais não depende de maneira alguma o sucesso espiritual? Que sabedoria poderia ser atribuída aos que tentam avidamente impedir que o corpo envelheça ou morra, quando a própria realidade deste mundo prova que a velhice e a morte são aspectos inerentes e inevitáveis da vida material?” (Hridayanada Dasa Goswami)

O homem expressa sua sabedoria de várias maneiras, podendo ser um observador, um cientista, um filósofo, um estudioso.

O verdadeiro sábio conhece o transcendente, o sentido da vida e o mundo material, essa sabedoria é adquirida de forma gratuita e simples, de forma crescente, quando o homem aceita a existência do Ser Supremo ele passa a ser um verdadeiro sábio, a entender o mundo e a vida.

Os fenômenos materiais podem ser lógicos, provados, criados e experimentados, já os fenômenos transcendentais fogem as lógicas, as experiências e somente podem ser creados por Deus, esses são independentes de materialidade e do homem.