Follow by Email

quinta-feira, 24 de julho de 2014

APRISIONADO AO MUNDO MATERIAL



 (Omar Khayyám – Omar Iben Ibrahim El-Khaiami)

Até quando
ficarás preso
às coisas dos sentidos, –
cores e fragrâncias?

Até quando,
dissoluto,
persistirás
nessa correria louca
atrás da volúpia,
sempre enredado
em enganos e sofismas?

Morrerás, certamente.

E, ainda que fosses
a sagrada nascente de Zamzém
ou o mágico Elixir da Longa Vida,
acabarias afundando-te,
para a eternidade,
nas entranhas da terra.” (Omar Khayyám – Omar Iben Ibrahim El-Khaiami)

Enquanto houver apego, o homem viverá do gozo dos sentidos e aprisionado ao mundo material.

Quanto mais ele se apega à matéria, mais ele fica se enganando e vivendo de ilusões que dominam sua mente e escravizam seu corpo.

Se no mundo ele quer continuar a viver, ele continuará a viver e a nascer em ciclos, porém, devido a seu apego à matéria ser cada vez maior, seus sofrimentos irão sempre aumentar.

Com esse contínuo estilo de vida, o homem ficará cada vez mais apegado e iludido que na vida anterior, cada vez mais aprisionado ao mundo material.