Follow by Email

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A ANALOGIA DO ESCORPIÃO

“O escorpião põe seus ovos em montes de arroz, e às vezes se diz que o escorpião nasce do arroz. Mas o arroz não é a causa do escorpião. Na verdade, os ovos foram postos pela mãe. De modo semelhante, a natureza material não é a causa do nascimento das entidades vivas. A semente é dada pela Suprema Personalidade de Deus, e tem se a impressão de que elas surgem como produtos da natureza material. Assim, cada entidade viva, conforme suas atividades passadas, tem um corpo diferente, criado por esta natureza material, de modo que a entidade possa gozar ou sofrer segundo seus atos passados. O Senhor é a causa de todas as manifestações de entidades vivas neste mundo material.” (A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada, Bhagavad-Gita Come Ele É, Significado do Verso 14.3)

De maneira ilusória, as pessoas deixam de saber e acreditar que são frutos da Suprema Personalidade de Deus, acham que foram gerados pela natureza material e não possuem conexão com o mundo espiritual. Apenas enxergam o escorpião que nasce no monte de arroz, mas, não conhecem sua origem e acreditam que os escorpiões nascem do arroz.

Quando se observa o escorpião surgindo do arroz e não se procura conhecer a origem de seu nascimento, cria-se uma falsa ilusão de que um grão de arroz pode dar origem a um escorpião, ou seja, do mesmo modo que pode-se ter a falsa informação de que toda ação pode gerar uma reação negativa, quando na verdade não é, pois, é importante observar a origem da ação, a forma pela qual ela foi praticada e o objetivo da prática da ação, dessa forma, uma ação considerada má aos olhos de um, pode ser boa aos olhos de outros e pode ser até uma ação necessária para conter o mal e manter a prevalência do bem.


Quando observamos com pensamentos e ideias materiais, vamos acreditar que tudo é feito pelo homem e pela natureza. Mas, quando acreditamos na existência de Deus, podemos observar que Ele é a semente original de toda a creação, e dele tudo é originado, seja material ou espiritual, Ele é o Supremo Creador e Aniquilador.