Follow by Email

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A EXPERIÊNCIA NEGATIVA



Gerd Alberto Bornheim

A experiência negativa pode dar-se num comportamento de passividade existencial, na qual o sentido da realidade se esvai como que a despeito do homem, independentemente de seu querer: êle sofre a perda do mundo. Verifica-se uma espécie de passio, na qual o indivíduo se torna apático e até mesmo abúlico com uma intensidade maior ou menor. Todo o comportamento do homem tende a perder a sua razão de ser, e a sua atividade torna-se absurda na medida em que a realidade perde sentido.” (Gerd Alberto Bornheim)

A experiência negativa pode ocorrer como única saída para uma ação imediata, o homem não age de acordo com a razão, pois, não age por seu querer e sim pelo impulso e a emoção.

Devido a esse comportamento, seu entendimento se afasta da realidade e passa a ver um mundo errôneo, formado por paixões e ignorância que controlam os sentimentos do homem e o fazem sofrer, não saber que é escravo desse mundo de ilusões.

O homem fica na dúvida, não sabe pensar antes de agir e nem refletir as reações de seus comportamentos negativos, cheios de inconsciência e revolta contra um mundo que apesar de visto por ele, é diferente nos que enxergam a realidade.

O homem entra em desespero, perde sua consciência, passa a viver desnorteado no mundo, esquece de viver, age de forma desmedida, exagerada, despreocupado com ele mesmo e com os outros, apenas querendo desfrutar de situações fúteis e passageiras.