Follow by Email

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

SABER MUITO NÃO LHE TORNA INTELIGENTE



Carl Edward Sagan

Saber muito não lhe torna inteligente. A inteligência se traduz na forma de que você recolhe, julga, maneja e, sobretudo, onde e como aplica esta informação.” (Carl Edward Sagan)

O saber tem de estar unido a inteligência, ter saber e não ter inteligência é o mesmo que não ter nem saber e nem inteligência.

Ser inteligente não significa ter conhecimento, ser inteligente é saber viver, ser humilde, ter temperança e moderação.

A inteligência deve estar unida a correta aplicação da informação, se a informação for aplicada de forma errada, a inteligência servirá para o mal, mas, se for corretamente aplicada servirá para o bem.

Os gênios do mal são formados de saber, e inteligência negativa, pois, usam todo o conhecimento adquirido de forma errada e para prejudicar as pessoas, os animais e o meio ambiente.

As boas pessoas usam o saber e a inteligência para o bem, tenham elas muito ou pouco conhecimento, usam e aplicam sempre a informação de forma correta.

Os bons inteligentes são humildes e libertam o conhecimento, transmitem o saber para o mundo e o bem da vida no planeta e no universo.

Os maus inteligentes aprisionam os conhecimentos, querem escravizar as pessoas a partir de um saber utilizado para o mal, destroem a vida para satisfazer seus interesses pessoais e egoístas.