Follow by Email

quinta-feira, 30 de maio de 2013

A LIMITAÇÃO DA ILUSÃO



Clarice Lispector – Helen Palmer


“Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada.” (Clarice Lispector – Helen Palmer)

Algumas coisas que fazem sentido não são verdade, são construções da lógica e da razão, uma verdade inventada.

Essa ilusão pode limitar as pessoas que nela acreditam e causar o ocultamento total ou o esquecimento da verdade.

Quem vive da verdadeira verdade não possui limites para ser feliz, sabe que existem muitas ilusões e armadilhas que aprisionam às fantasias e deleites materiais.

A verdade inventada é cheia de lacunas, de perguntas com respostas vagas, de perguntas sem respostas, de suposições que se passam por verdades e que depois perdem suas máscaras.