Follow by Email

segunda-feira, 16 de abril de 2012

O DINHEIRO

“Dinheiro é como eletricidade; beneficia os prudentes; fulmina os insensatos.” (Dinamor)

Os prudentes utilizam o dinheiro para o bem, para satisfazer suas necessidades e também as do próximo, o desfrute não é apenas seu, mas eles têm um pensamento social.

Os insensatos querem o dinheiro para o acúmulo de riquezas, para satisfazer suas ganâncias, usam para explorar o próximo, satisfazem seu ego e se destroem com sua insensatez.

O dinheiro é passageiro, ele pode levar muitas pessoas ao desespero e a destruição, nem todos sabem conviver com ele, muitos o querem retirar dos outros, acabam com os outros e consigo mesmo.